Início DESTAQUES SEMINÁRIO TÉCNICO CULTIVAR MOSCATO BRANCO

SEMINÁRIO TÉCNICO CULTIVAR MOSCATO BRANCO

24
0
COMPARTILHAR

Sobre o evento: O Seminário Técnico Cultivar Moscato Branco, promovido pela Embrapa Uva e Vinho, será realizado no dia 10 de janeiro de 2017. O evento acontecerá na seda da Embrapa, em Bento Gonçalves – RS.

Objetivo: Apresentar o projeto Moscato Branco, falar sobre a produção de uvas moscatéis e sua importância econômica no RS e conhecer os experimentos com as uvas moscatéis.

Conteúdo Programático:

  • A produção de uvas moscatéis e sua importância econômica no RS;
  • Apresentação do projeto ‘Moscato Branco’: caracterização de uma variedade de uva com produção comercial restrita ao Brasil, visando a visando a valorização da originalidade dos vinhos da IG Farroupilha, RS, andamento das pesquisas e suas aplicações para o setor vitivinícola;
  • Cultivo de meristemas e seu potencial para aumentar a qualidade sanitária do material propagativo;
  • Diagnose de viroses, licenciamento de viveiristas e produção de mudas com qualidade superior;
  • Estação 1 – Etapas na regeneração de plantas a partir de meristemas visando melhorar a qualidade do material propagativo;
  • Estação 2 – Padrão morfológico e fitossanitário da muda de qualidade superior;
  • Estação 3 – Experimento de avaliação de uvas moscato;
  • Degustação no vinhedo de vinhos experimentais elaborados a partir dos diferentes clones potenciais das uvas moscatos.

Inscrições: As inscrições podem ser feitas através dos telefones (54) 3455-8088 e 3455-8071 e as vagas são limitadas.

Programação

Dia 10 de janeiro

13:30h – 13:40h – Abertura
13:40h – 14:00h – A produção de uvas moscatéis e sua importância econômica no RS
14:00h – 14:20h – Apresentação do projeto ‘Moscato Branco’: caracterização de uma variedade de uva com produção comercial restrita ao Brasil, visando a visando a valorização da originalidade dos vinhos da IG Farroupilha, RS, andamento das pesquisas e suas aplicações para o setor vitivinícola
14:20h – 14:40h – Cultivo de meristemas e seu potencial para aumentar a qualidade sanitária do material propagativo
14:40h – 15:00h – Diagnose de viroses, licenciamento de viveiristas e produção de mudas com qualidade superior
15:00h – 15:20h – Estação 1 – Etapas na regeneração de plantas a partir de meristemas visando melhorar a qualidade do material propagativo / Estação 2 – Padrão morfológico e fitossanitário da muda de qualidade superior
15:20h – 15:30h – Intervalo
15:30h – 15:50h – Estação 3 – Experimento de avaliação de uvas moscato
15:50h – 16:20h – Degustação no vinhedo de vinhos experimentais elaborados a partir dos diferentes clones potenciais das uvas moscatos
16:20h – Encerramento