Clima prejudica produção de trigo em Santa Catarina

Falta de chuvas trouxe perdas para as lavouras e produtores já estimam quebra de 30% na safra

O desempenho da safra de trigo em Santa Catarina está bem abaixo do esperado pelos produtores locais. O motivo é a falta de chuvas nas principais regiões produtoras. “Estamos com estiagem desde agosto em todo o estado. A gente estima uma diminuição acima de 30% na produção e 26% na área plantada”, afirma João Rogério Alves, engenheiro agrônomo do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola da Epagri.

O especialista conta que cidades produtoras como Campos Novos, Canoinhas e São Bento do Sul foram afetadas pela escassez de água. Em Curitibanos, por exemplo, choveu menos de 5mm em setembro, de acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). A média histórica para o mês é de 158mm.

“Muitos produtores já estão contabilizando perdas em trigo e pensando nas culturas de verão como milho e feijão. O cenário não é muito bom”, conta Alves. Felizmente o preço do grão tem se mantido estável, já que os moinhos estão bem abastecidos com trigo importado.

De acordo com o meteorologista da Climatempo, Alexandre Nascimento, a chuva nas áreas produtoras de trigo já se normalizou. Nas últimas semanas voltou a chover e em algumas áreas até choveu com forte intensidade. A umidade foi muito bem-vinda, mas houve áreas onde o trigo se acamou devido às fortes chuvas. Nas próximas semanas vai continuar chovendo, pelo menos uma boa chuva por semana.